CETAS RECEBE CAPIVARA QUE QUASE SE AFOGOU NO MAR DE OLINDA

Moradores de Casa Caiada observaram, nesta quinta-feira (16), um animal que não costuma frequentar o mar: uma capivara. Acionada para salvar o animal, uma equipe de profissionais da Companhia Independente de Policiamento de Meio Ambiente (Cipoma) se uniu aos profissionais do Corpo de Bombeiros para a operação de resgate. Fora de perigo, a capivara foi levada para o Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), unidade da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH).

O Major Coelho, da Cipoma, informou que a operação demorou cerca de duas horas, pois o animal estava muito agitado e a equipe teve cuidado para não machuca-lo. “Recebemos ligação de várias pessoas, informando sobre o animal no mar e nos pedindo para fazer o socorro”, comentou o Major. A operação foi realizada sob o olhar de moradores da beira-mar, que viveram um momento de quarentena diferente e fizeram o registro, em fotografias e vídeos, divulgadas na Internet.

De acordo com o coordenador do Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), Yuri Valença, a capivara chegou ao Cetas com ferimentos leves e muito assustada. “Recebeu os primeiros socorros e está sob observação. Logo que estiver bem, nós a devolveremos para a natureza. Um local próximo a um rio, que é onde as capivaras gostam de habitar”, explicou Valença.

Texto: CPRH – Fotos: CIPOMA e Rodrigo Carvalho

Deixe um comentário